Algumas reflexões a respeito do fracasso escolar

A questão do fracasso escolar foi encarada de diversas maneiras ao longo da pesquisa educacional. Inicialmente orientou-se pela ótica psicopedagógica, onde as causas para o fracasso escolar concentravam-se em sala de aula. Depois surgiram as teorias da reprodução que supervalorizavam os fatores sócio-econômicos na educação. Num outro momento, procurou-se descobrir dentro da escola o que lhe é específico, ou seja, resgatar as suas forças contraditórias. Aqui, desenvolvi pesquisa a respeito das possíveis causas dos mecanismos de seletividade presentes nas escolas. Caso queira aprofundar um pouco mais nesse assunto, leiam no final desse artigo:

TAVEIRA, C. M. C. V. ; CAPELINI, H. Preconceito e Discriminação nas teias da Cultura: um Olhar por dentro do espaço escolar,1994 (Monografia).

Reflita

A árvore que não dá frutos é xingada de estéril.
Quem examina o solo?
O galho que quebra é xingado de podre, mas
não havia neve sobre ele?
Do rio que tudo arrasta se diz que é violento,
ninguém diz violentas as margens que o cerceiam

Diante do poema de Bertold Brecht e de tais reflexões, Pense: como podemos olhar para a educação apenas por uma ótica?

É importante ficarmos atentos aos rumos das pesquisas educacionais, pois elas também são influenciadas por tendências, portanto passíveis de questionamentos. Buscar um culpado para o fracasso escolar, seja os métodos utilizados em sala de aula, ou o sistema educacional, a família ou o aluno é simplificar demais algo muito complexo.

Não perca o próximo artigo! Faremos algumas reflexões acerca das falhas no sistema educacional. Até lá.

Educ 01 Educ 02 Educ 03 Educ 04 Educ 05 Educ 06

Notícias